quarta-feira, 6 de abril de 2016

Como manter o equilíbrio em meio ao caos



Como manter o equilíbrio em meio ao caos? "Nada dura para sempre. Faça disso seu mantra", recomenda a psicóloga Patricia Gebrim em seu texto publicado no Vya Estelar:

Claro que, se pudéssemos escolher, nossa vida seria cercada de coisas boas, de prazeres que fazem bem ao corpo, de delicadezas que alimentam a alma, de pessoas que nos tornam melhores, sem falar da tão almejada paz. Mas, gostemos ou não, nem sempre é assim. Muitas vezes a vida se torna turbulenta, barulhenta, caótica e assustadora.

Na impossibilidade de fugir, nos resta aprender a lidar com esses momentos, que existem também para nos permitir exercitar a maestria de nossas emoções. São esses os momentos da vida em que mais podemos crescer, desde que sejamos corajosos o suficiente para atravessar as turbulências, tendo nossa alma e nossa sabedoria como guias. De nada adianta nos desesperarmos nos momentos difíceis, cedendo um precioso espaço de vida ao medo. Tampouco será produtivo nos enfurecermos ou vitimizarmos. Mais do que nunca, é preciso que busquemos o equilíbrio.

Quando adentramos os túneis sombrios de nossa existência, devemos sempre levar conosco um fio luminoso, que nos ajude a encontrar o caminho de volta. Mais do que nunca, é preciso manter acesa a luz da alma, para nos ajudar a atravessar os pântanos da escuridão humana. É preciso lembrar que, a despeito da noite, a luz solar continua esperando por nós na próxima volta do planeta. A despeito das tempestades, o Sol nunca deixa de brilhar para além das nuvens de nosso momento. Saber disso, faz toda a diferença e nos ajuda a efetuar a travessia.

É importante seguir sempre adiante, segurar nesse fio de esperança que nos ajuda a confiar e não olhar para trás. Como se atravessássemos um abismo sobre uma estreita ponte, o melhor é focar o olhar em um ponto lá na frente, onde se queira chegar, e seguir adiante, um passo por vez, sem permitir que o medo nos distraia e nos faça olhar para trás. É perigoso olhar para trás em momentos assim. Precisamos nos manter no nível máximo de concentração. Precisamos também aprender a nos dar as mãos. Estamos todos juntos nessa travessia ancestral, em busca do que de mais elevado existe em nós.

Tempos sombrios pedem mais luz. Mais leveza, mais sabedoria e consciência. Nada dura para sempre. Faça disso seu mantra e continue adiante. Não pare, não adormeça em meio a um temporal. Siga adiante, faça o seu melhor, isso é a única coisa que você pode fazer. Não tente mudar tudo ao seu redor. Mude o que está ao seu alcance e deseje, do fundo do seu coração que a harmonia abrace seu entorno. Muitas vezes nos sentimos pequenos e impotentes, frente à dimensão assustadora de nossos desafios. Ouça. Não somos pequenos, somos capazes dos gestos mais incríveis, dos atos mais amorosos, dos passos mais corajosos!

Não fique cego. Mesmo se tudo se escurecer ao seu redor, olhe para dentro e você enxergará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário